Sobre Nós

Para explicar antropofagia precisamos que você entre em nossa cápsula do tempo e volte à época dos nossos antepassados indígenas.

 

Antropofagia é a ação de comer carne humana, canibalismo mesmo... Era praticada em rituais indígenas como forma de quem come, incorporar as qualidades do indivíduo que é comido, como a bravura e a coragem de um guerreiro derrotado.

 

Muitos e muitos anos mais tarde, com o país sendo invadido por criações artísticas estrangeiras (década de 1920), Oswald de Andrade redefiniu o conceito indígena, usando-o como ponto de partida para criar o Movimento Antropofágico. Dele surgiram quadros como o Abaporu de Tarsila do Amaral, obra de uma artista que desenvolveu suas técnicas na Europa, mas voltou ao Brasil para criar algo genuinamente nacional, misturando formas e cores locais com técnicas internacionais.

 

A Pílula sabe a importância de referências estrangeiras, mas acredita que simplesmente replica-las exclui o que temos de mais importante, nossa identidade como brasileiros.

 

Para isso resolvemos criar a Pílula Antropofágik, um diálogo criativo entre arquitetura brasileira e mundial, sem excluir ou impor seu outro, dialogando criativamente nativo e estrangeiro, SEMPRE com orgulho da BRASILIDADE.

Livro Apresentacao Pilula 13.10.193.jpg

Maria Clara de Carvalho

mariaclara@pilulatgk.com.br

Richard de Mattos

richard@pilulatgk.com.br